GM irá buscar proteção judicial contra processos por falha em ignição

A General Motors disse que irá pedir a um tribunal de falências dos Estados Unidos para barrar o prosseguimento de ações judiciais contra a montadora por reclamações relacionadas a quaisquer ações antes da companhia ter entrando em concordata em 2009.

Reuters

16 de abril de 2014 | 11h30

Os reclamantes alegam que compraram ou alugaram veículos que continham defeitos na chave de ignição. O defeito foi relacionado a mortes de pelo menos 13 pessoas e resultou no recall de 2,6 milhões de veículos da GM.

Em um documento à Corte Distrital dos EUA para o Distrito do Texas na terça-feira, a GM pediu formalmente a suspensão de litígios relacionados a reclamações sobre a ignição até que um painel judicial em litígio multidistrital decida sobre a consolidação das reivindicações e que o tribunal de falências decida se as reivindicações violam a ordem de venda na falência da GM em 2009.

(Por Sweta Singh)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSGMPROTECAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.