GM propõe apoio do BNDES ao setor de autopeças

O presidente da General Motors do Brasil, Ray Young, propôs hoje o apoio do governo federal, por intermédio do BNDES, ao segmento de autopeças para que os fabricantes possam elevar sua capacidade produtiva.O executivo avaliou que a expansão do parque industrial de autopeças é o principal desafio para assegurar o crescimento da indústria automotiva, que ele projetou em 5% em 2005. Citando um estudo do Sindipeças, Young disse que a indústria precisa de US$ 1 bilhão para expandir sua capacidade.O presidente da GM esteve na fábrica da montadora em Gravataí (RS), a 30 quilômetros de Porto Alegre, para marcar, ao lado do governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto (PMDB), o início das obras de expansão da unidade.A GM vai investir US$ 240 milhões na fábrica, que, além do Celta, irá produzir um novo veículo, cujo lançamento está programado para 2007. Com a ampliação, a capacidade passará de 120 mil para 210 mil veículos por ano, incluindo o novo modelo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.