GM quer ampliar capacidade de produção em emergentes

A General Motors (GM) está procurando aumentar sua capacidade de produção em mercados emergentes, entre os quais o Brasil e a China. O analista-chefe de vendas da montadora, Mike DiGiovanni, disse hoje que as vendas da empresa nesses dois países seriam maiores se a GM tivesse conseguido aumentar sua capacidade. Segundo DiGiovanni, a companhia "examinará algumas alternativas" que podem ajudá-la nessa área.A GM espera que suas vendas continuem crescendo em 2008 nos mercados emergentes, como Brasil, China e Rússia, segundo anunciou hoje a montadora. A empresa vendeu no ano passado 499 mil veículos no Brasil, que agora é seu terceiro maior mercado, atrás apenas dos EUA e da China. As vendas na China aumentaram 18% e alcançaram 1 milhão de veículos pela primeira vez. As vendas na América Latina e no Oriente Médio cresceram 19,4%, para 1,235 milhão de veículos. Na unidade européia da GM, a expansão foi de 8,9%, para 2,181 milhões de veículos, puxada pela Rússia.DiGiovanni disse que, a despeito do enfraquecimento nos EUA e na Alemanha, as vendas globais do setor automotivo aumentaram 4,8% no ano passado, para 70,6 milhões de veículos. A expectativa da GM é que em 2008 o crescimento seja de 3,5%, para 73 milhões de unidades. Hoje, a GM anunciou que suas vendas globais subiram 3% em 2007, para 9,37 milhões de carros e caminhões, o segundo maior volume total na história da companhia. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.