GM quer elevar em 15% suas vendas na China em 2008

A General Motors (GM) planeja aumentar suas vendas para a China entre 12% a 15% em 2008 em relação ao resultado de 2007, de cerca de 1 milhão de veículos. A afirmação foi feita pelo presidente da empresa para a Ásia-Pacífico, Nick Reilly. Segundo ele, a crise de crédito de segunda linha (subprime), nos Estados Unidos, deverá ter pouco efeito na China e no resto da Ásia. Reilly acredita que as vendas de veículos na China devem crescer cerca de 15% enquanto a alta do Produto Interno Bruto deve seguir firme. Segundo ele, a GM pretende aumentar sua presença na China, construindo sua rede em cidades menores como Chengdu, Guangzhou e Chongqing. Ele disse também que a queda nos preços dos automóveis no país asiático deve ser desacelerada em 2008, embora a GM não planeje elevar os preços no período. Entretanto, ele ressaltou que, se os custos de matéria-prima continuarem a subir, será difícil evitar a alta nos preços.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.