GM suspende período de férias coletivas no RS

A decisão foi motivada pela 'avaliação constante do mercado', conforme explicou a montadora

Sandra Hahn, da Agência Estado

19 de janeiro de 2009 | 19h43

A General Motors suspendeu o período de férias coletivas que seria adotado entre 26 de janeiro e 8 de fevereiro na unidade de Gravataí (RS), que produz os modelos de automóveis Celta e Prisma. Com isso, o trabalho na planta seguirá normalmente em janeiro e em fevereiro até a semana do Carnaval, quando está prevista uma parada entre os dias 23 e 27, informou a empresa. A decisão foi motivada pela "avaliação constante do mercado", conforme explicou a montadora.   Veja também: Desemprego, a terceira fase da crise financeira global De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    Na semana passada, o vice-presidente da GM no Brasil, José Carlos Pinheiro Neto, havia dito que a venda de todos os modelos respondeu "positivamente" ao corte do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), mas o Celta foi o que cresceu de maneira mais expressiva. A montadora começou a realizar paradas de produção em outubro em Gravataí. Em janeiro, contudo, já havia reduzido a duração desta etapa de férias coletivas, que inicialmente iria do dia 19 até 8 de fevereiro e agora foi suspensa. O complexo da GM em Gravataí - que inclui a montadora e seus fornecedores diretos - tem 5,3 mil empregados e produziu 189 mil veículos em 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
GMcrise nos EUAcrise internacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.