GM vai fechar fábrica no Chile e demitir 900 pessoas

A General Motors anunciou que irá fechar sua fábrica no norte do Chile em julho, devido ao declínio das condições do mercado. A diretora-administrativa da companhia no Chile, Julie T. Beamer, afirmou que o país "não oferece condições estruturais favoráveis à fabricação de veículos de uma maneira competitiva"."A redução de tarifas chilenas para países produtores de automóveis aumentou a competição de fornecedores estrangeiros", afirmou a executiva em um comunicado emitido pela empresa. "Como resultado, não é mais economicamente possível montar veículos no Chile."Cerca de 900 empregos serão perdidos com o fechamento da fábrica em Arica, uma região que já tem uma das maiores taxas de desemprego do Chile - cerca de 12%. "Esta é uma decisão muito difícil para a companhia. Nós temos sido um importante empregador em Arica por 34 anos", acrescentou Beamer.A fábrica que será fechada produz cerca de 9 mil pequenas picapes por ano, tanto para venda interna como para exportação. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.