Gol começa a demitir pilotos e comissários nesta 2ª feira

Companhia faz reunião para comunicar funcionários; número de desligamentos não foi informado

Silvana Mautone, da Agência Estado,

02 de abril de 2012 | 10h59

SÃO PAULO - A Gol começa hoje a realizar uma série de demissões em seu quadro de pilotos, copilotos e comissários de bordo. A empresa fará ao longo desta segunda-feira reuniões com os funcionários para comunicar os cortes - elas estão sedo realizadas em um hotel próximo ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Procurada pela Agência Estado, a assessoria de imprensa da companhia aérea confirmou que as reuniões são para comunicar os desligamentos, mas disse que só no final do dia soltará um comunicado divulgando detalhes, como o número de profissionais demitidos.

Na semana passada, após a publicação de seu balanço financeiro, no qual apresentou prejuízo de cerca de R$ 700 milhões em 2011, o presidente da empresa, Constantino de Oliveira Junior, anunciou que estão sendo eliminados entre 80 e 100 voos diários (essa revisão da malha teve início em março e deve ser concluída agora em abril). O número equivale a 8% dos voos diários totais da Gol e da WebJet.

De acordo com o executivo, os cortes de pilotos e comissários são necessários em razão desse ajuste na malha, que têm como principal objetivo reduzir custos. Na ocasião, ele disse que ainda não podia citar o número de funcionários que seriam demitidos.

Tudo o que sabemos sobre:
goldemissãopilotos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.