Gol e Varig também vão aceitar bilhetes da BRA

O diretor do Procon/SP Leonardo Freire disse, no Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, em Cumbica, Guarulhos, que ainda não está definido quando efetivamente os passageiros que possuem bilhetes da BRA serão ressarcidos. Isso porque não se sabe qual a real situação da companhia aérea, ou seja, se é uma mera paralisação ou o cancelamento definitivo das atividades.Freire falou que quem tem passagem que foi parcelada no cartão de crédito ou paga por uma financeira deve entrar em contato com essas empresas justificando o motivo do cancelamento da negociação para tentar o estorno do valor já pago e a devolução do dinheiro. "Se não conseguir, a pessoa deve procurar um órgão de defesa do consumidor ou o Poder Judiciário. O grande problema é aquele passageiro que já pagou integralmente a passagem e adquiriu o bilhete diretamente da BRA. Isso porque a gente ainda não sabe o que vai acontecer porque não tem nenhuma informação concreta".O diretor do Procon/SP assegurou que as pessoas com passagens da BRA que foram hoje ao Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, estão sendo embarcadas em outras companhias áreas, como a TAM, Gol e Varig. Segundo ele, essa negociação aconteceu desde quando foram veiculadas as primeiras informações sobre o cancelamento de vôos pela BRA. Essas empresas forneceram balcões de atendimento exclusivos para o atendimento de passageiros da BRA e, dentro das possibilidades, vão fazer o embarque. Até o momento, garantiu, não houve nenhum caso de recusa de passageiros. "Hoje, o passageiro está fazendo o seu bilhete valer. No entanto, o Procon adverte que a pessoa tenha cuidado porque se esse bilhete é de ida ele não tem garantia de que a mesma providência será adotada na volta. O passageiro tem de pensar bastante para ver se vale a pena viajar e não ter a garantia do retorno". Freire não se arriscou, por outro lado, a dar uma previsão para amanhã e para os próximos dias. "Nós não sabemos o que pode ocorrer mais tarde, quanto mais amanhã e nos próximos dias. Eu diria até que essa situação hoje é de momento porque não sabemos o que vai acontecer. A gente tem uma preocupação grande em relação aos feriados e ao período de fim de ano. Esperamos que a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e o Ministério da Defesa tomem bastante cuidado no sentido de garantir o direito dos passageiros".Quem comprou bilhetes nas agências de turismo também devem procurar essas companhias para pedir a devolução do dinheiro. O diretor afirmou que hoje mesmo o Procon/SP já firmou alguns acordos neste sentido. A assessoria de imprensa da BRA disponibilizou um telefone para que as pessoas possam tirar suas dúvidas. O número é (0XX11) 3583-0122 e vale para todo o País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.