Gol inicia em maio transporte de cargas expressas

O diretor de Cargas da Gol, Cyro Lavarello, informou hoje que a Gollog, empresa do segmento de transportes de carga da companhia, iniciará em maio dois serviços de entregas expressas. O executivo evitou, porém, dar previsões em relação ao volume e à receita do novo negócio. "Não posso falar de projeções, mas garanto que há muita demanda por esse tipo de serviço", disse.O primeiro serviço, batizado de Gollog Express, é voltado para remessas que serão entregues no local indicado pelo cliente a partir do dia seguinte do despacho, nas capitais e nas principais cidades brasileiras. O outro serviço, batizado de Gollog Próximo Vôo, vai atender os clientes que têm maior urgência, com despacho da carga para o próximo vôo disponível, retirando-a no aeroporto de destino, em até duas horas a partir da chegada do avião.No ano passado a Gollog transportou 56,5 mil toneladas, o que representa um aumento de 37,1% em relação ao ano anterior. A receita bruta, por sua vez, cresceu 36,5%, para R$ 172 milhões, na mesma base de comparação. O transporte de cargas representou 4% da receita total da Gol no período, ante parcela de 3,4% registrada em 2006.A empresa possui duas bases próprias (nos aeroportos de Congonhas e Guarulhos), nas quais trabalham 112 colaboradores. A companhia conta ainda com 49 franquias no Brasil e uma frota terrestre de 201 veículos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.