bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Gol reduz tarifas em até 33%

A Gol Transportes Aéreos promoveu uma redução de até 33% de preços nas passagens para toda sua malha aeroviária. As tarifas para os trechos Pampulha-Vitória caíram 30%, para R$ 69. O trecho Curitiba-Campinas, de R$ 116, passa para R$ 79,00 (31% a menos). A tarifa da rota Belém-São Paulo sai de R$ 286 para R$ 229, numa redução de 19%. A tarifa Brasília-Porto Alegre cai 28%, de R$ 266 para R$ 189. E Curitiba-Macapá cai de R$ 449,00 para R$ 299, 33% a menos.Atualmente em seu segundo ano de atuação, a Gol iniciou no Brasil o sistema de operação de baixa tarifa e baixo custo (low cost, low fare) inspirado em companhias americanas e européias. Segundo seu presidente, Constantino de Oliveira Júnior, a empresa está financeiramente equilibrada e estruturada para manter preços menores do que os concorrentes.Os preços da ponte aérea Rio-São Paulo (Congonhas-Santos Dumont) não serão alterados. A empresa cobra em média R$ 150 pela tarifa na ponte (só ida), sendo que a tarifa mínima é de R$ 128. A Gol informou que o aproveitamento dos vôos nesse trecho subiu para 40% com a proximidade do feriado de Páscoa. Segundo o Departamento de Aviação Civil (DAC), a taxa de aproveitamento dos aviões da Gol foi de 33% nos primeiros dias de estréia na ponte aérea, considerada baixa. A Gol começou a voar oficialmente na rota no dia 17. A meta da empresa é alcançar 50% de aproveitamento na frequência.Desde o vôo inaugural, no dia 15 de janeiro de 2001, a Gol realizou 24 mil operações de pouso e decolagem e quase 26 mil horas voadas. Já são 14 horas de vôo por avião a cada dia, nos 130 trechos diários. A companhia tem um quadro de 930 funcionários, 93 por aeronave, com frota de 14 Boeings. No primeiro ano de atuação, com dez Boeings 737-700, a Gol transportou 2,2 milhões de pessoas e abocanhou 8% do mercado doméstico nacional. Para 2002, a meta é chegar a 4 milhões de passageiros e 12% de market-share. A companhia deve chegar a 19 aviões até o fim do ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.