Goldman admite recorrer à Justiça para garantir a Cesp

O governador em exercício do Estado de São Paulo, Alberto Goldman, afirmou hoje que o governo paulista poderá recorrer à Justiça para renovar as concessões das usinas hidrelétricas de Jupiá e Ilha Solteira, da Companhia Energética de São Paulo (Cesp), caso não haja um acordo com o governo federal. A prorrogação das concessões é essencial para que o governo de São Paulo retome o processo de privatização da Cesp, que fracassou pela indefinição da renovação das concessões."Estamos tentando pela via administrativa e ainda existe a possibilidade junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) da prorrogação dessas concessões. Mas se isso não for possível, vamos tentar obter isso no Judiciário", afirmou Goldman, em entrevista à imprensa após a abertura do Congresso da Indústria, em São Paulo, que reúne cerca de 3 mil empresários, parlamentares e autoridades do governo.O governo paulista teme que o grupo de trabalho criado pelo Ministério das Minas e Energia para analisar a renovação das concessões das usinas hidrelétricas, incluindo as duas da Cesp, seja uma tentativa de adiar a definição da questão. As outorgas das usinas de Jupiá e Ilha solteira vencem em 2015 e caso não sejam renovadas, continuarão como um empecilho para o governo estadual privatizar a Cesp.

ELIZABETH LOPES, Agencia Estado

12 de junho de 2008 | 11h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.