Goldman Sachs eleva estimativas para preço do petróleo

O Goldman Sachs, um dos maiores traders de energia do mundo, elevou sua estimativa para o preço do petróleo West Texas Intermediate (WTI). O banco agora prevê que o WTI chegará em três meses a US$ 75 o barril, acompanhando a recuperação da atividade econômica, contra a projeção anterior de US$ 52 o barril.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

04 de junho de 2009 | 06h36

Os analistas do Goldman também elevaram a estimativa para o preço do petróleo no fim de 2009, de US$ 65 para US$ 85 por barril, ante a expectativa de que a estabilização econômica e os cortes de produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) diminuirão os estoques para os níveis médios dos últimos 10 anos.

A expectativa de um mercado estruturalmente altista no primeiro semestre de 2010 levou o banco a aumentar seu preço-alvo de 12 meses do WTI de US$ 70/barril para US$ 90/barril.

O Goldman também estimou que no fim de 2010 o WTI chegará a US$ 95 o barril, com base nas previsões de uma volta da escassez de energia. "A capacidade excedente da Opep, em queda, provavelmente não conseguirá atender a demanda crescente", escreveram os analistas do Goldman. Segundo o banco, o aumento da produção fora da Opep é limitado pelo baixo volume de investimentos na infraestrutura de produção de petróleo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoprojeçãoGoldman

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.