Google aposta em tecnologia

Apesar de as montadoras terem projetos próprios de carros sem motorista, é o Google que puxa esse mercado. A tecnologia para criar carros autônomos está em fase de desenvolvimento, mas o Google estima que estará pronta para ser vendida em cinco anos. Ao entrar no automóvel do Google, o motorista precisa digitar ou usar o recurso de comando de voz para registrar o endereço do destino no computador central. O carro sozinho freia, faz curvas, estaciona, para em faixas e obedece aos sinais de trânsito. A navegação é controlada por câmeras no teto, radares e um laser que identifica obstáculos a sua frente, como pedestres e ciclistas. O sistema ainda é caro. Custa aproximadamente US$ 200 mil.

O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2013 | 02h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.