coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Google pode ser investigado nos EUA

Concorrentes do Google pediram mais uma vez para a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês) que investigue as práticas da empresa, alegando suspeitas de violarem regras sobre concorrência no país. Funcionários da FTC começaram uma análise preliminar para saber se o Google tem abusado de sua posição dominante no mercado de publicidade online.

O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2013 | 02h07

Pessoas ligadas à investigação confirmaram ao jornal New York Times e à agência de notícias Bloomberg - que noticiou o caso na quinta-feira - que a FTC tem feito questionamentos sobre as práticas do Google, especificamente se a empresa tem vendido os serviços de publicidade de forma que impede a concorrência pelo mercado de anúncios digitais.

Em 2007, uma outra investigação da FTC concluiu que a compra da empresa de publicidade online DoubleClick pelo Google "tem pouca chance de reduzir a concorrência".

Nem a FTC, nem o Google quiseram comentar a possibilidade de uma nova investigação.

Há cinco meses, a FTC encerrou uma outra investigação antitruste sobre o Google, desta vez, em relação às práticas no setor de busca. A comissão votou unanimemente pelo fim do inquérito depois de meses de pressões de concorrentes do Google.

Na análise atual, a FTC tem questionado pessoas do setor de publicidade sobre a oferta de anúncios em sites por parte do Google e sobre o serviço Ad Exchange da empresa. Segundo pessoas ouvidas pelo New York Times, os investigadores queriam saber se o Google oferecia descontos se o anunciante se comprometesse não comprar o serviço de um concorrente. /NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.