Governador da BA pede a Mantega apoio para acelerar PPPs

Estado enfrenta dificuldade com obras do estádio para a Copa do Mundo porque, segundo Jaques Wagner, órgãos de controle não entendem que uma PPP não é uma obra pública 

Renata Veríssimo, Eduardo Cucolo e Célia Froufe, da Agência Estado,

16 de agosto de 2012 | 13h52

BRASÍLIA - O governador da Bahia, Jaques Wagner, pediu ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, que ajude os Estados a ultrapassarem o que ele chamou de "uma corrida de obstáculos" para fazer deslanchar as Parcerias Público-Privadas (PPPs). Segundo o governador, a Bahia enfrenta dificuldades com as obras do estádio para a Copa do Mundo porque há uma incompreensão dos órgãos de controle que não entendem que uma PPP não se trata de uma obra pública.

Segundo Wagner, os órgãos de controle estão fazendo "exigências absurdas" que impedem que as empresas avancem nas obras. O governador disse que essa mesma dificuldades está sendo enfrentada no projeto do metrô de Salvador.

"Como vivemos na república da desconfiança, há uma corrida de obstáculos para enfrentar uma obra, o que é insuportável", desabafou. O governador pediu ao ministro para ajudar a uniformizar uma visão de que PPP não é obra pública, "sob o risco de se jogar por água abaixo uma grande oportunidade".

Mantega disse que por se tratar de uma nova modalidade, talvez não se tenha mesmo um entendimento de que o investimento é privado, embora a obra, no futuro, volte para o Estado. "Portanto não faz sentido que a obra seja fiscalizada e administrada como uma obra pública", afirmou Mantega.  

Tudo o que sabemos sobre:
PPPMantegaBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.