Governo adia para 10 de dezembro leilão de usina do Madeira

O governo adiou para o dia 10 dedezembro o leilão da concessão para a construção da primeiradas duas usinas hidrelétricas do rio Madeira, em Rondônia,disse nesta segunda-feira a ministra-chefe da Casa Civil, DilmaRousseff. A data estabelecida anteriormente para o leilão da usinaSanto Antônio, de 3.150 megawatts, era 29 de novembro, mas aministra afirmou que a nova data será mais conveniente para osórgãos reguladores, como a Aneel (Agência Nacional de EnergiaElétrica). O governo precisa publicar o edital do leilão 30 dias antesdo evento. Com a nova data, a publicação poderá ocorrer até asegunda semana de novembro. Segundo o ministro interino de Minas e Energia, NelsonHubner, as diretrizes do leilão serão publicadas na terça-feirano Diário Oficial da União, e só então o edital poderá serelaborado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Segundo a assessoria da Aneel, se as diretrizes e aportaria alterando a data do leilão forem publicadas estasemana, a diretoria da agência avalia o edital na reunião dopróximo dia 30. "É preciso uma portaria alterando a data do leilão e apublicação das diretrizes, como o preço por exemplo", informoua assessoria. O projeto avaliado em 9 bilhões de reais da usina de SantoAntonio, e a segunda unidade no mesmo rio, Jirau, de 3.300 MW evalor parecido, são considerados vitais para garantir a ofertade energia no Brasil depois de 2012, mas o processo deconstrução tem atrasado por problemas de licenças ambientais eburocráticos. Os sucessivos atrasos adiaram também o início de operaçãoda usina, que deverá começar a gerar energia para o sistemasomente em 2013. No início do mês, o Tribunal de Contas da União (TCU)aprovou os termos preliminares do edital da usina de SantoAntônio, mas fez ressalvas sobre possíveis problemas com astarifas no futuro, que estariam com projeção de valor 13 porcento acima dos cálculos do TCU. Segundo o governo, o edital seria modificado para atenderàs sugestões do TCU. Pelo texto anterior, a tarifa de geraçãode energia da usina de Santo Antonio seria em torno dos 130reais o megawatt/hora. (Colaborou Denise Luna, no Rio de Janeiro)

WALTER BRANDIMARTE, REUTERS

22 de outubro de 2007 | 17h18

Mais conteúdo sobre:
ENERGIAMADEIRA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.