seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Governo ainda não tem solução para correção de aposentadorias

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse nesta quarta-feira que o governo ainda não sabe o que vai fazer depois que a medida provisória que concedeu reajuste de 5% aos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), que ganham acima do salário mínimo, perder a validade. O vencimento é na próxima quinta-feira. Ele disse que a legislação em vigor permite que o governo, ou por decreto do presidente ou portaria do Ministério da Previdência Social, conceda o reajuste equivalente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do período, de 3,14%. Mas ele disse que a intenção do governo é manter o compromisso que firmou com as entidades representativas dos aposentados de corrigir os benefícios em 5%.

Agencia Estado,

09 de agosto de 2006 | 17h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.