Governo alemão considera aumentar impostos, diz jornal

Objetivo seria consolidar cenário fiscal e aplacar o crescimento do déficit, que pode superar 5% do PIB em 2010

Reuters

28 de maio de 2010 | 07h38

O governo da chanceler alemã, Angela Merkel, está cogitando aumentar certos impostos em busca de consolidação fiscal, disse um jornal alemão nesta sexta-feira, citando fontes anônimas do gabinete.

O déficit da Alemanha, maior economia da Europa, deve crescer para mais de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano, em parte devido à reduções de impostos que o governo Merkel introduziu no início de 2010.

"Nós não estamos discutindo a implementação de um novo imposto, como um imposto sobre riquezas, mas um peso maior sobre um pequeno grupo de contribuintes", disse uma autoridade do governo ao jornal Handelsblatt.

De acordo a outras fontes da coalizão, o governo está reconsiderando descontos para o imposto sobre valor agregado de certos produtos. Contudo, membros do Parlamento alemão continuam a descartar qualquer forma de aumento de impostos, preferindo cortar gastos.

(Reportagem de Sarah Marsh)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROALEMANHAIMPOSTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.