Governo alemão estima PIB maior no 2º trimestre

O crescimento econômico da Alemanha provavelmente foi muito mais forte no segundo trimestre deste ano do que no trimestre anterior, segundo comunicado divulgado hoje pelo Ministério da Economia. Depois do inverno, "a economia alemã viu forte crescimento na primavera", diz o texto. "No geral, o processo de recuperação na Alemanha se ampliou e pegou força".

NALU FERNANDES, Agencia Estado

18 de julho de 2010 | 11h52

Segundo o Ministério, a indústria local deve continuar a evoluir positivamente nos próximos meses em face da demanda doméstica e também internacional. A recuperação também está estimulando o mercado de trabalho do país, que deve impulsionar o consumo privado ao longo do ano. No segundo trimestre, no entanto, o consumo deve ter ficado contido, continuou o Ministério no texto.

O porta-voz do Ministério da Economia se recusou a comentar uma matéria na revista Der Spiegel, dizendo que o governo espera que o PIB tenha alcançado 1,5%, em vez da previsão anterior de 0,9%. Se a tendência continuar, citou a revista, o PIB pode ficar acima de 2% neste ano. A projeção oficial do governo para o PIB de 2010 é de 1,4%.

No comunicado hoje, o Ministério da Economia da Alemanha afirmou ainda que há "diversos riscos econômicos", como a incerteza causada pela situação do endividamento na Europa e o fato de que há países industrializados onde a retomada não é autossustentada. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.