Governo americano injeta US$ 20 bi no Bank of America

Maior banco do país recebeu ajuda para facilitar a absorção do Merrill Lynch, disseram autoridades

REUTERS

16 de janeiro de 2009 | 10h05

O Bank of America vai receber uma ajuda adicional de US$ 20 bilhões em novos investimentos do governo dos Estados Unidos e um apoio federal de US$ 118 bilhões em proteção contra perdas em seus ativos para ajudar na absorção do Merrill Lynch, afirmaram autoridades norte-americanas nesta sexta-feira.   Veja Também: De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise  Bolsas sobem após ajuda estatal ao banco Citigroup tem prejuízo de US$8,3 bi e se divide em dois Senado dos EUA rejeita bloqueio a resgate; Obama agradeceComo parte de um plano de emergência anunciado por Tesouro, Federal Reserve e pelo Federal Deposit Insurance, o Tesouro vai prover o maior banco dos Estados Unidos em ativos com  US$ 20 bilhões  do fundo de socorro do governo, em troca de ações preferenciais. O governo também concordou em compartilhar perdas dos ativos problemáticos que o Bank of America assumiu quando pagou estimados  US$  19,4 bilhões pelo Merrill, em 1º de janeiro. Com o sistema financeiro sob uma montanha de dívida podre relacionada a hipotecas, as autoridades temiam que uma deterioração da base de capital do Bank of America significasse um risco para o sistema financeiro como um todo. O banco já recebeu  US$  25 bilhões do governo. A ajuda oficial vai cobrir apenas ativos domésticos originados antes de meados de março de 2008, para investimentos hipotecários residenciais e comerciais, derivativos e dívida corporativa. Pelo acordo, os ativos residenciais terão uma garantia de 10 anos --duas vezes o prazo para os ativos não-residenciais. O Bank of America precisa absorver os primeiros US$ 10 bilhões em potenciais perdas com os ativos, com o governo digerindo os próximos US$ 10 bilhões . As demais perdas se dividem em 90/10, com o banco assumindo a parcela menor. O banco fechou a transação com o Merrill sem ajuda do governo, mas as condições de mercado pioraram substancialmente desde 15 de setembro, com o colapso do Lehman Brothers. Falando a jornalistas, uma autoridade sênior dos EUA disse que há esperança de que cada ação emergencial seja a última.  Os US$ 20 bilhões para o Bank of America virão dos primeiros 350 bilhões de dólares do pacote de resgate financeiro de US$ 700 bilhões .   Prejuízo   O Bank of America obteve um prejuízo líquido de US$ 1,79 bilhão no quarto trimestre do ano passado, saindo do lucro líquido de US$ 268 milhões registrado em igual período do ano anterior. O prejuízo líquido atribuível aos acionistas ordinários foi de US$ 2,39 bilhões (US$ 0,48 por ação), de um lucro de US$ 215 milhões (US$ 0,05 por ação) de igual período de 2007.   Os resultados incluem a Countrywide Financial, que o BofA comprou em 1 de julho, mas não o Merrill Lynch, adquirido em 1 de janeiro de 2009. Segundo comunicado do BofA, os resultados preliminares do Merrill Lynch indicam um prejuízo líquido de US$ 15,31 bilhões (US$ 9,62 por ação) para o quarto trimestre do ano.   A receita líquida de despesas com juros do BofA aumentou 19% na comparação entre os períodos, de US$ 13,45 bilhões para US$ 15,98 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
crise financeirabank of america

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.