Governo ampliará fornecimento de eletricidade no campo

A ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, anunciou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançará no próximo dia 20 o programa para a universalização da eletricidade no setor rural, que, segundo ela, é equivalente ao Fome Zero no setor elétrico. Conforme as informações da ministra, o programa pretende levar luz a 7 milhões de pessoas até 2006. Até 2008, o programa deverá, segundo ela, atender 13 milhões de pessoas na área rural, que corresponde a 100% deste universo.O anúncio foi feito em encontro com representantes do governo da Noruega realizado no Itamaraty. Dilma disse que mesmo em regiões desenvolvidas, como São Paulo, existem áreas sem atendimento adequado - que é o caso do Pontal de Paranapanema, onde somente 60% domicílios são atendidos.A ministra fez ainda uma exposição sobre o novo modelo do setor elétrico que tem como objetivo principal, segundo ela, garantir a segurança do suprimento de energia ao menor custo possível. Dilma disse que as licitações de novos projetos de geração serão feitas a partir de setembro de 2004. "Não vamos fazer reservas excessivas", afirmou ela. A ministra anunciou ainda para este mês uma chamada pública de 3,3 mil megawatts provenientes de pequenas centrais hidrelétricas e de fontes alternativas para diversificar a geração. Esse programa trará impacto de 0,5% a 1% no custo da tarifa. Novo modelo do setor elétrico será apresentado em novembroDilma Rousseff disse também que o mês de novembro está mantido para apresentação do novo modelo do setor elétrico, mas observou que a data exata para envio dos respectivos atos ao Congresso ainda não está fechada. Segundo a ministra, isso será feito levando-se em conta a agenda legislativa, principalmente a tramitação das reformas constitucionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.