Governo aposta em reversão no déficit da conta-petróleo

De janeiro a maio deste ano, o déficit da conta-petróleo foi de US$ 7,6 bilhões, abaixo dos US$ 8,5 bilhões verificados em 2013. Para o governo, a reversão desse resultado é fundamental para reverter o déficit acumulado. Neste ano, o saldo negativo da balança está em US$ 4,9 bilhões, ante US$ 6,1 bilhões nos cinco primeiros meses de 2013.

O Estado de S.Paulo

24 de junho de 2014 | 02h04

O empecilho para a reversão desse déficit é o superávit menor dos produtos fora da conta-petróleo. Em maio deste ano, por exemplo, o superávit dos demais produtos foi de US$ 2,3 bilhões, menor do que os US$ 3,3 bilhões de maio do ano passado.

"No ano passado, o superávit foi alcançado porque outros produtos - fora o petróleo - tiveram um desempenho melhor e compensaram esse déficit. A questão agora é saber se o déficit na conta-petróleo vai conseguir ser compensado", afirma Lia Valls Pereira, pesquisadora do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.