bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Governo argentino discute imposto sobre pesificação

O governo argentino está voltando a discutir a necessidade da criação de um imposto extra sobre as empresas que se beneficiaram com a pesificação na cotação 1 por 1 com o dólar e com dívidas superiores a US$ 1 milhão.O projeto deste imposto extra já havia causado algumas rusgas internas no governo, mas está voltando a ser discutido porque o Fundo Monetário Internacional (FMI) quer que o governo argentino melhore sua arrecadação.E o próprio governo já havia discutido com o FMI que qualquer imposto novo não deveria afetar diretamente o consumo. Este imposto extra está dentro destas condições, conforme notícia divulgada neste domingo pelo jornal La Nación.A idéia inicial seria aplicar o novo imposto sobre as empresas que tiveram a pesificação de suas dívidas superiores a US$ 3 milhões, o que poderia trazer ao governo um ingresso de novos recursos da ordem de 1,250 milhão de pesos.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.