Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Governo assina concessão de 25 anos com Rodobahia

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou hoje que o governo brasileiro assinou um contrato de concessão de 25 anos com o consórcio Rodobahia, para obras de melhoria e expansão em quase 700 quilômetros de rodovias federais no estado da Bahia. O contrato foi realizado com a ajuda do BNDES e da International Finance Corporation (IFC).

ALESSANDRA SARAIVA, Agencia Estado

13 de outubro de 2009 | 13h29

Segundo o banco, o consórcio Rodobahia venceu licitação no começo deste ano e investirá até US$ 615 milhões para obras de melhoria em duas estradas federais: a BR-116, que funciona como uma espécie de corredor norte-sul, permitindo o acesso ao interior do País, e a BR-324, que liga as cidades baianas de Salvador e Porto de Aratu com a BR-116.

O consórcio Rodobahia é uma parceria da Isoluc Corsan, da Espanha, com as empresas Engevix e Encalso, do Brasil. O BNDES informou ainda que atuou, em parceria com a IFC, como assessor do Ministério do Transporte e do Planejamento e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para a formatação da concessão. O BNDES poderá participar como financiador dos investimentos a serem realizados pelo futuro concessionário.

Em comunicado, o banco afirmou que possui, com a IFC e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), um fundo multilateral para estruturação de projetos, com cerca de US$ 4 milhões. Os recursos são utilizados no desenvolvimento de estudos e na estruturação de projetos de concessão e de Parcerias Público Privadas (PPPs). De acordo com o BNDES, o fundo possui vários projetos em carteira, em áreas como rodovias e saúde.

Tudo o que sabemos sobre:
transporteconcessãoRodobahiaBNDES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.