coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Governo avalia custo de distribudoras, diz Tolmasquim

O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, disse nesta quarta-feira, 12, que, apesar da segurança energética para geração no País estar sob controle, o custo financeiro da energia para as distribuidoras é uma questão que está sendo observada de perto pelas autoridades do setor. "O governo está acompanhando a situação e não deixará problemas prejudicarem distribuidoras", afirmou em audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado.

EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

12 de março de 2014 | 09h01

Na última sexta-feira, 7, o Tesouro Nacional liberou R$ 1,2 bilhão da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para que as distribuidoras pudessem depositar suas garantias referentes aos gastos com a compra de energia no mercado de curto prazo em janeiro. As empresas estão precisando adquirir eletricidade neste mercado, mais caro, devido à frustração no leilão A-1 de dezembro do ano passado. O governo prometeu adotar medidas estruturais para resolver o rombo do setor até o início de abril.

Tudo o que sabemos sobre:
energiaTolmasquim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.