Juros

E-Investidor: Esperado, novo corte da Selic deve acelerar troca da renda fixa por variável

Governo avalia melhor forma de ajudar setor de carnes--ministro

As indústrias de carnes do Brasil, seriamente afetadas pela crise de crédito internacional, receberam garantias nesta terça-feira de que podem contar com o Ministério da Agricultura, mas por enquanto não há um pacote pronto de ajuda ao setor, afirmou o ministro Reinhold Stephanes.

REUTERS

17 de março de 2009 | 13h09

"No momento, o governo está analisando os impactos da crise para encontrar o melhor caminho, não só para o setor de carne bovina, como para os de suínos e aves, que também sentem os reflexos da crise", declarou o ministro, durante audiência pública na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado Federal, de acordo com nota oficial.

O ministro ressaltou que o mercado brasileiro de carnes cresceu bastante nos últimos anos, e por isso é preciso analisar com mais profundidade para se ter clareza da situação dos frigoríficos no Brasil.

Ele explicou que as empresas têm situações diferentes e, assim, não é possível adotar uma medida geral para todo o segmento.

As empresas, que utilizam bastante as operações de Adiantamentos de Contratos de Câmbios (ACC) como capital de giro, passaram a enfrentar com a crise uma situação de crédito mais escasso e caro.

Em relação às ACCs, o ministro disse que tem discutido com o Banco do Brasil e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a necessidade de tornar o acesso ao crédito mais rápido e a redução da taxa cobrada.

(Por Roberto Samora)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSCARNENOTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.