Governo britânico lança linha de crédito para ajudar empresas

Para evitar problemas com falta de crédito, pequenas e médias empresas poderão refinanciar dívidas

Frank Prenesti, da Reuters,

14 de janeiro de 2009 | 10h06

O governo britânico lançou nesta quarta-feira, 14, um programa para ajudar pequenas e médias empresas por meio de um refinanciamento de até 20 bilhões de libras (US$ 29,2 bilhões) em dívidas, para evitar problemas para as empresas com falta de crédito.   Veja também: Desemprego, a terceira fase da crise financeira global De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    Economistas e representantes da indústria elogiaram a medida, que visa garantir a retomada do fluxo de crédito, mas alguns disseram que o programa não tem o escopo necessário e não será uma panaceia para a economia que caminha rumo à recessão.   De acordo com o plano, o governo irá ofertar 10 bilhões de libras e garantir até 50% dos empréstimos feitos pelas empresas com faturamento de até 500 milhões de libras.   O ministro de negócios, Peter Mandelson, disse que o governo também fez provisões no montante de 225 milhões de libras contra possíveis calotes em empréstimos, embora ele tenha acrescentado que o risco disso ocorrer é "relativamente baixo".   Analistas questionaram o tamanho do programa. "Uma garantia de 50% do governo para pequenas e médias empresas parece completamente inadequado", afirmou David Buik, da BGC Partners.   O plano é a mais recente tentativa do primeiro-ministro Gordon Brown de reanimar a economia e destravar o mercado de financiamento, afetado pela crise global de crédito.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraCréditoReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.