Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Governo central economiza 4,69% do PIB até maio

Superávit primário de Tesouro, INSS e BC soma R$ 53,628 bilhões nos cinco primeiros meses do ano

Adriana Fernandes, da Agência Estado,

27 de junho de 2008 | 15h37

As contas do governo central (Tesouro, INSS e Banco Central) acumulam um superávit primário - receita menos despesas, sem considerar o pagamento de juros - de R$ 53,628 bilhões de janeiro a maio deste ano, o equivalente a 4,69% do Produto Interno Bruto (PIB). O resultado apresenta um crescimento de 43,3% em relação ao mesmo intervalo de 2007, quando as contas do governo central apresentavam um superávit de R$ 37,432 bilhões (3,68% do PIB). De acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, 27, pelo Tesouro Nacional, em maio, as contas do governo central registraram um superávit de R$ 5,487 bilhões. O resultado ficou abaixo da mediana das expectativas dos analistas ouvidos pela Agência Estado (R$ 6 bilhões). Em maio do ano passado, o superávit do governo central havia sido de R$ 4,242 bilhões e, em abril deste ano, de R$ 16,8 bilhões.  As contas do Tesouro Nacional em maio apresentaram superávit de R$ 8,260 bilhões e, no acumulado dos cinco primeiros meses, R$ 69,068 bilhões. A Previdência teve em maio um déficit primário de R$ 2,753 bilhões e, ano, de R$ 15,292 bilhões. Já o Banco Central, em maio registrou um déficit primário de R$ 19,1 milhões e, no ano, R$ 147,3 milhões.  Receitas e despesas As despesas do governo central acumulam de janeiro a maio deste ano um crescimento de 9,14% em relação ao mesmo período do ano passado. As despesas nos cinco meses totalizaram R$ 181,313 bilhões. As receitas, por sua vez, apresentaram um crescimento maior no mesmo período, de 17,26%. De acordo com dados divulgados pelo Tesouro Nacional, o total das receitas do governo central foi de R$ 288,738 bilhões.  As despesas já pagas com investimentos apresentam um crescimento de 24% de janeiro a maio e somam no período R$ 7,231 bilhões. Desse total, R$ 6,924 bilhões referem-se a despesas incluídas em restos a pagar de 2007. Os restantes R$ 506,574 milhões são despesas do orçamento desde ano. De janeiro a maio de 2007 as despesas com investimentos pagas somavam R$ 5,996 bilhões. As despesas com o Projeto Piloto de Investimentos (PPI) apresentam nos cinco meses crescimento de 128% em relação ao mesmo período de 2007, somando R$ 2,305 bilhões, ante 1,013 bilhão no mesmo período do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
Contas do governoSuperávit Primário

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.