Governo Central tem superávit de R$ 10,753 bi em março

O governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) registrou, em março, um superávit primário de R$ 10,753 bilhões, ante R$ 5,204 bilhões em fevereiro deste ano e R$ 3,864 bilhões em março de 2007. Com isso, no primeiro trimestre de 2008, o superávit primário do governo central foi de R$ 31,310 bilhões, equivalente a 4,65% do Produto Interno Bruto (PIB).Em igual período de 2007, o governo central fez uma economia de R$ 18,920 bilhões, que correspondia a 3,16% do PIB. Dessa forma, o superávit do governo central teve um crescimento de R$ 12,39 bilhões no primeiro trimestre de 2008, em comparação com igual período de 2007. No resultado de março, o Tesouro Nacional contribuiu com superávit de R$ 13,421 bilhões, enquanto a Previdência apresentou déficit de R$ 2,636 bilhões e o Banco Central teve saldo negativo de R$ 31,8 milhões.No primeiro trimestre deste ano, o Tesouro acumula superávit de R$ 41,152 bilhões, enquanto a Previdência registra déficit de R$ 9,752 bilhões e o Banco Central acumula saldo negativo de R$ 89,2 milhões. Receitas e despesasAs receitas totais do governo central cresceram 19,14% no primeiro trimestre deste ano, somando R$ 170,366 bilhões, ante igual período de 2007. Como as transferências a Estados e municípios subiram 27,50%, a receita líquida do governo central teve expansão de 17,39%, totalizando R$ 31,459 bilhões.Já as despesas totais do governo central tiveram expansão de 8,24% no primeiro trimestre de 2008, atingindo R$ 107,596 bilhões. As despesas com benefícios cresceram 8,14%, enquanto as de pessoal subiram 6,58%. Os gastos de custeio e de investimento tiveram alta de 9,95% no primeiro trimestre deste ano, com destaque para a alta nos investimentos, de 20,77%, enquanto as despesas estritas de custeio tiveram crescimento de 4,75%. As despesas do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e da Lei Orgânica de Assistência Social subiram, respectivamente, 30,14% e 16,34% no período.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.