Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Governo central tem superávit primário R$ 3,8 bilhões em outubro

As contas do governo central, que incluem Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, registraram no mês de outubro um superávit primário (sem o pagamento de juros) de R$ 3,810 bilhões. O Tesouro contribuiu com superávit de R$ 5,007 bilhões. Já a Previdência registrou déficit de R$ 1,138 bilhão. E o Banco Central, déficit de R$ 58,2 milhões. Em outubro do ano passado, as contas do governo central foram superavitárias em R$ 2,381 bilhões.De acordo com dados do Tesouro Nacional, as contas do governo central, de janeiro a outubro deste ano, registram superávit primário de R$ 33,798 bilhões, o equivalente a 3,19% do PIB. Esse resultado mostra que o esforço fiscal é maior este ano do que no ano passado, quando no mesmo período as contas do governo central apresentavam um superávit primário de R$ 25,795 bilhões, correspondendo a 2,66% do PIB.Os dados do Tesouro mostram que as receitas do governo central cresceram 18,2% de janeiro a outubro, atingindo R$ 261 bilhões contra R$ 220,8 bilhões no mesmo período de 2001.

Agencia Estado,

27 de novembro de 2002 | 15h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.