Governo chegou a discutir superávit de 3,92%, diz Bier

O secretário executivo do Ministério da Fazenda, Amaury Bier, afirmou hoje que, durante as discussões para o fechamento do acordo com o Fundo Monetário Internacional em Washington, chegou a ser discutida a possibilidade de o esforço adicional para a meta do superávit primário ser de 0,17% do PIB, e não de 0,13%. Segundo Bier, essa redução foi decidida ainda em Washington. Com 0,17%, o superávit para este ano iria para 3,92%, ao passo que ficou decidido em 3,88%. O ministro da Fazenda, Pedro Malan, havia afirmado anteriormente que o principal objetivo do esforço adicional foi dar "um claro sinal de comprometimento com a relação declinante da dívida pública/PIB".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.