Governo começa a bloquear pré-pago não cadastrado

Quem não cadastrou o telefone celular pré-pago terá o aparelho bloqueado a partir de hoje pelas empresas operadoras de telefonia. As companhias receberam nesta quinta-feira um ofício da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo determinando o bloqueio aleatório dos aparelhos de acordo com a lei estadual do recadastramento. A medida havia sido adiada já duas vezes pelo governo do Estado para dar nova chance aos proprietários de atenderem a exigência da lei, que faz parte do pacote de segurança pública anunciado pelo governo estadual no começo do ano. O bloqueio dos aparelhos será feito em lotes de 10 mil. Para liberar a linha, os proprietários terão de se recadastrar. A linha voltará a funcionar de acordo com o tempo padrão que será estabelecido pelas empresas. A secretaria informou que está estudando a adoção de multa para os proprietários que não se recadastrarem. A multa seria de 1 a 10 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesps). Cada unidade vale R$ 10,52. De acordo com as operadoras de telefonia, mais de 90% dos clientes já se recadastraram. Para o cadastramento é necessário informar o nome e os números de CPF e RG completos. Os clientes podem fazer a operação pela internet, nos sites de cada uma das operadoras, ou nas lojas das empresas.

Agencia Estado,

29 de julho de 2002 | 07h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.