Divulgação
Divulgação

Governo começará contratações do 'Minha Casa' 3 em algumas semanas, diz Kassab

Neste ano, segundo o ministro, o governo vai contratar em torno de 500 mil moradias; programa depende de recursos do FGTS

Murilo Rodrigues Alves e Tânia Monteiro, O Estado de S. Paulo

29 de outubro de 2015 | 13h29

BRASÍLIA - O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, anunciou nesta quinta-feira que o governo começará a contratar as moradias da terceira etapa do Minha Casa Minha Vida nas próximas semanas. "Já estamos prontos para começar as contratações da fase três do Minha Casa. Daqui a algumas semanas, a presidente vai assinar as minhas contratações em uma grande cerimônia".   

De acordo com Kassab, as contratações da segunda etapa do programa, iniciada em 2011, serão concluídas até meados de 2017. Neste ano, o governo vai contratar em torno de 500 mil moradias, segundo o ministro. Ele afirmou que a presidente ainda trabalha com a meta de contratar 3 milhões unidades habitacionais até 2018, embora o governo já admita, nos bastidores, que não conseguirá atingir o objetivo.   

Kassab participou de cerimônia simultânea de entrega de 2.691 moradias do Minha Casa Minha Vida em Brasília e mais cinco cidades. A presidente esteve na capital federal, onde entregou 928 unidades. Kassab apareceu de Sorocaba (144 apartamentos foram entregues).  

Só será possível ao governo começar as contratações do MCMV 3 porque o programa conta com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). 

Para 2016, foram aprovados nesta semana mais de R$ 60 bilhões para a construção de casas para famílias de baixa renda e financiamento com desconto e juros subsidiados às outras faixas de renda. Do orçamento da União do programa, foram cortados R$ 4,8 bilhões em 2016, que serão compensados com os recursos do fundo, formado pela poupança compulsória dos trabalhadores brasileiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.