Governo confia na retomada da economia no 2º semestre

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, disse nesta quinta-feira, durante balanço da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), que o governo espera uma retomada da economia no segundo semestre, que levará o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 3% este ano - recentemente, a projeção de expansão da atividade doméstica foi reduzida para esse porcentual. "O Brasil vai crescer menos do que o previsto, mas mais do que a maioria dos outros países. Isso é reflexo de como o País vem sendo conduzido pelo setor público e privado", disse.

ANNE WARTH, CÉLIA FROUFE E RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

26 de julho de 2012 | 12h29

Questionada sobre se o governo manterá a meta de superávit primário em valores nominais mesmo com a redução da projeção do crescimento do País, o que torna a meta maior em relação ao PIB, Miriam evitou um aprofundamento do tema. "Ainda estamos mirando em meta cheia (de superávit primário)", limitou-se a dizer.

A ministra enfatizou que o governo vem adotando uma série de medidas para enfrentar a crise internacional. "O governo vai continuar adotando medidas conforme avaliar que for adequado", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
PAC 2balanço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.