Governo confirma possibilidade de refinanciar trem-bala

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, confirmou hoje que o financiamento do projeto do trem-bala, que ligará Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro, poderá ser refinanciado "caso a performance da operação não for a desejada", como já havia adiantado a Agência Estado na segunda-feira.

LEONARDO GOY, Agencia Estado

19 de maio de 2010 | 13h06

Passos, que participou hoje da posse do novo secretário executivo do ministério, Mauro Barbosa, também confirmou que o Tesouro Nacional é que vai financiar a obra, tendo o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como seu agente. "Será um financiamento em excelentes condições", disse.

Com relação ao prazo do empréstimo, porém, ele afirmou que deverá ser inferior a 40 anos. "Deve ser 30 ou 35 anos", disse. Questionado sobre quando será publicado o edital da licitação, o ministro respondeu que isso depende ainda do aval do Tribunal de Contas da União (TCU).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.