bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Governo continua firme na defesa da siderurgia, diz Amaral

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Sérgio Amaral, disse hoje que o governo continua firme no propósito de adotar medidas tarifárias para proteger a siderurgia nacional caso ocorra o aumento das importações de aço. "Vamos tomar medidas porque não queremos que a indústria siderúrgica brasileira sofra uma concorrência desleal", afirmou. Ele esclareceu, entretanto, que até o momento não há sinais que indiquem uma elevação das importações do insumo. Amaral reuniu-se esta manhã com o presidente do Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS), José Armando Campos, em São Paulo, que reivindicou do ministro o aumento da tarifa de importação do aço. O ministro Amaral viaja esta noite para Nova York, de onde segue para a Coréia do Sul, para encontro com empresas do setor eletroeletrônico como a Samsung e a LG Eletronics, além da montadora Hyundai. Segundo o ministro, o objetivo de sua viagem, feita a convite do governo coreano, é promover os produtos brasileiros naquele país, aumentar o intercâmbio comercial Brasil-Coréia e identificar o interesse das empresas daquele país em investir no mercado brasileiro. Ele lembrou que hoje a balança comercial é favorável para o país asiático, em razão principalmente das importações brasileiras de eletroeletrônicos. Balança comercial O ministro evitou comentar as projeções de analistas de mercado que estimam um superávit da balança comercial de US$ 4 bilhões este ano, ante os US$ 5 bilhões previstos pelo governo. Em sua opinião, ainda é cedo para rever as estimativas e o resultado vai depender principalmente da economia argentina. Amaral está reunido neste momento no Hotel Sofitel, em São Paulo, com representantes da indústria brasileira de autopeças, que vão apresentar ao ministro um programa para facilitar a aquisição de veículos pela população de baixa renda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.