Governo da Bahia troca Bradesco pelo Banco do Brasil

O secretário da Fazenda da Bahia, Carlos Martins, anunciou hoje que as contas da administração estadual vão ser transferidas do Bradesco para o Banco do Brasil. Com a mudança, o pagamento dos cerca de 250 mil funcionários do governo, entre ativos e inativos, passará a ser feito pelo banco estatal, que ofereceu uma contrapartida financeira de R$ 485 milhões à administração estadual por um contrato de cinco anos. O volume financeiro movimentado pelas contas do executivo estadual gira entre R$ 10 bilhões e R$ 11 bilhões.O Bradesco, que tinha contrato com o governo baiano até 2009, depois de adquirir o Banco do Estado da Bahia (Baneb) em 1999, não aceitou a proposta de rompimento amigável de contrato feita pela Secretaria da Fazenda e ainda não se pronunciou sobre o caso.

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

04 de outubro de 2007 | 11h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.