finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Governo da China alerta para solvência de seguradoras

O órgão regulador do setor de seguros da China, a Comissão Regulatória de Seguros, alertou para a piora na capacidade das seguradoras domésticas de fazer pagamentos para seus segurados. A instituição disse que vai ajudar as empresas a ter acesso ao mercado de yuans em Hong Kong para obter recursos.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

24 de outubro de 2011 | 12h26

Chen Wenhui, vice-presidente da Comissão, afirmou que as taxas de solvência das seguradoras chinesas se deterioraram em consequência da queda nos mercados de ações e do rápido desenvolvimento dos negócios dessas companhias nos últimos anos.

Além dos depósitos bancários, as seguradoras também são dependentes de investimentos em títulos para atenderem aos pedidos de indenização e fazerem pagamentos. O mercado de ações da China teve desvalorização de 16% até agora neste ano.

"Se as crises fiscais na Europa e nos Estados Unidos continuarem se aprofundando, os mercados de capital vão continuar caindo. Com isso, as seguradoras chinesas deverão enfrentar uma pressão maior para evitar que suas taxas de solvência diminuam", disse Chen. As seguradoras chinesas têm de manter a taxa de solvência - que mede a capacidade das empresas de fazer pagamentos de apólices - acima de 150%.

O órgão regulador vai ajudar as seguradoras locais a levantarem fundos por meio de emissões de bônus em Hong Kong, afirmou Chen. O movimento também está em linha com a intenção do governo chinês de transformar Hong Kong em um centro de negócios em yuan no exterior.

A agência de classificação de risco Standard & Poor''s afirmou em julho que as seguradoras chinesas precisavam levantar mais de 110 bilhões de yuans (US$ 17,25 bilhões) em novos fundos para dar suporte a seu crescimento nos próximos três anos.

A China Life Insurance informou que planeja levantar 30 bilhões de yuans por meio de uma emissão de dívida neste ano e banqueiros afirmaram que a New China Life Insurance pretende levantar até US$ 4 bilhões com uma listagem dupla em Xangai e Hong Kong nas próximas semanas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
seguradorasChinaalerta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.