Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Governo da Itália veta carros novos

Medida resultará em economia de 300 milhões

O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2012 | 03h09

O governo italiano anunciou ontem, em Roma, um corte extraordinário de € 300 milhões em seus gastos ao proibir, por meio de um decreto, a compra de automóveis novos para todos os ministros e funcionários do governo nacional. O governo também recomenda que as províncias e administrações regionais não comprem os cobiçados 'auto blue' (carros azuis) em 2012, para economizar.

Na Itália, carros usados por políticos e funcionários públicos, mas comprados e mantidos com dinheiro dos contribuintes, costumam ser da cor azul, a mesma dos carros da polícia.

O governo do primeiro-ministro Mario Monti vem adotando medidas de austeridade desde que tomou posse no final de 2011, ao anunciar a manutenção dos cortes de € 54 bilhões adotados no fim da era Berlusconi. O decreto foi expedido pelo Palácio Chigi, sede do governo italiano.

"O governo não comprará novos 'carros azuis' em 2012 e recomenda que as administrações territoriais e regionais adotem uma medida semelhante", afirmou o comunicado./ AGÊNCIA ANSA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.