Governo de Portugal pede apoio a plano fiscal após corte na nota

Ministério das Finanças defende 'esforço político firme na execução do seu programa de crescimento e estabilidade'

Reuters,

24 de março de 2010 | 08h28

O governo português pediu à oposição que apoie seu plano de austeridade de longo prazo após a agência de classificação de risco Fitch reduzir a nota de crédito do país para "AA-", nesta quarta-feira.

 

"É fundamental que Portugal mostre um esforço político firme na execução do seu programa de crescimento e estabilidade, com vista à correção das finanças públicas e redução do déficit por meio do aumento da competitividade externa", disse o Ministério das Finanças, em email à Reuters.

 

O Parlamento votará na quinta-feira uma resolução de apoio para o programa, antes que o governo apresente o plano a Bruxelas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.