Governo de Portugal quer empresa no Brasil

O principal entrave a uma decisão do conselho de administração da Portugal Telecom (PT) foi político: o governo português havia vetado a proposta da Telefónica há duas semanas, e ameaçou barrá-la novamente caso os conselheiros da empresa a aprovassem.

, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2010 | 00h00

O governo português chegou a se manifestar, dizendo que esperava uma nova proposta da Telefónica. Uma saída para que Lisboa aceitasse a venda da Vivo seria a garantia de presença no Brasil por meio de outro investimento em telecomunicações. Existem, no entanto, poucas opções. Entre elas estariam a Oi e a TIM.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.