Governo de SP anuncia reajuste do piso salarial regional

O governo paulista anunciou hoje o reajuste do piso salarial regional. As três faixas salariais devem passar de R$ 410, R$ 450 e R$ 490 para R$ 450, R$ 475 e R$ 505, respectivamente. O projeto de lei que institui o reajuste já foi enviado pelo governador José Serra à Assembléia Legislativa. Segundo a Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho, a expectativa é de que o projeto seja aprovado rapidamente, permitindo que os novos valores do salário mínimo paulista comecem a vigorar em maio.A secretaria explicou que a primeira faixa (R$ 410) sofreu o maior reajuste, de 9,76%, por incluir as ocupações com menor remuneração e qualificação, como trabalhadores domésticos, e que formam o maior conjunto de assalariados beneficiados diretamente com a medida. Nas outras duas faixas, os aumentos em comparação aos valores anteriores chegaram a 5,56% (R$ 450) e 3,06% (R$ 490). Os reajustes foram superiores à inflação de 2,4%, acumulada entre julho de 2007 e fevereiro, conforme o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fipe.As três faixas do piso regional, criado em agosto de 2007, compreendem 105 ocupações. Elas valem para trabalhadores da iniciativa privada que não contam com piso salarial definido por lei federal, convenção ou acordo coletivo de trabalho. Segundo a secretaria, estima-se que cerca de um milhão de pessoas tenham sido beneficiadas em todo o Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.