Governo de SP lança o ''Google'' do emprego

O governador José Serra lançou ontem o Programa de Qualificação Profissional, cuja meta é oferecer cursos a 180 mil desempregados até 2010. As primeiras turmas começam a ter aulas a partir do próximo dia 15 de julho. O programa inclui a criação, no Mës que vem, de um portal em que os trabalhadores poderão procurar por emprego. Batizado de Emprega São Paulo, o endereço eletrônico pretende ser um "Google" do emprego, nas palavras do secretário estadual do Emprego e Relações do Trabalho, Guilherme Afif Domingos.Segundo ele, o governo vai destinar R$ 40 milhões para os cursos só neste ano. Até dezembro, serão abertas 30 mil vagas. Outras 60 mil vagas serão oferecidas no ano que vem e mais 90 mil, em 2010. A previsão é de um gasto total ao redor de R$ 180 milhões.As vagas serão oferecidas preferencialmente a desempregados na faixa de 30 a 59 anos de idade que não concluíram o ensino fundamental. "Essa população, no auge da capacidade produtiva, passa pelo grave problema da falta do ensino fundamental", disse o secretário. Segundo a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), mais de 50% desse público é analfabeto ou não terminou o ensino fundamental, o que dificulta ainda mais sua recolocação no mercado de trabalho."O desemprego hoje é dos mais velhos em profissões muito simples, e a grande dificuldade é que boa parte deles sabe ler, mas não compreende aquilo que lê", disse Afif. Do total de 200 horas que serão destinadas à capacitação para profissões nas quais a demanda é crescente, 120 horas serão destinadas exclusivamente à reeducação básica. Serra destacou que os recursos do programa serão gastos de maneira correta. "Essa área de treinamento e qualificação profissional é problemática em matéria de utilização de recursos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.