Bruno Ribeiro/Estadão
Bruno Ribeiro/Estadão

Governo de SP se reúne com caminhoneiros neste domingo

Ministro Carlos Marun cancelou participação na reunião; governador Márcio França anunciou, no sábado, a suspensão da cobrança de pedágio por eixo

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

27 Maio 2018 | 15h54

SÃO PAULO - O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), e o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marum, se reúnem com caminhoneiros na tarde deste domingo, 27, no Palácio dos Bandeirantes, na cidade de São Paulo. Caminhoneiros que montam piquetes em três distribuidoras de combustível, na capital e no ABC Paulista, para bloquear a distribuição de diesel, afirmam que não participaram das tratativas de sábado, 26.

AO VIVO: Acompanhe a greve dos caminhoneiros em tempo real

"Os descontos no pedágio e no diesel não cobrem os custos que tivemos por estar parados", disse o caminhoneiro Bruno Rafael Oliveira. Com o diagnóstico de falta de lideranças entre os caminhoneiros, o presidente da comissão de Direito da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SP), César Augusto de Melo, tenta intermediar o diálogo entre os caminhoneiros e o governo. O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, esperando na reunião, cancelou a participação no encontro.

No sábado, França anunciou a suspensão da cobrança de pedágio por eixo suspenso em todas as praças do Estado se os caminhoneiros liberarem totalmente as rodovias paulistas. Em coletiva de imprensa,  informou ainda que a medida custará em torno de R$ 50 milhões por mês e garantiu que as concessionárias rodoviárias serão compensadas.

"Essa é uma demanda antiga da categoria que nós estamos dispostos a atender para demonstrar o nosso voto de confiança a eles e eles a nós. Eu conversei com o presidente Temer para que o governo federal possa compensar isso em São Paulo (...) A partir de agora, vamos chamar as empresas, entre hoje e amanhã, para conversar com elas e produzir essa compensação", disse na ocasião.

Greve dos Caminhoneiros AO VIVO

Acompanhe aqui outras notícias sobre a greve dos caminhoneiros minuto a minuto.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.