Governo destinará R$ 23 mi para incentivar pequeno produtor

O presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, e o ministro da Agricultura, Pratini de Moraes, anunciam amanhã, no Palácio do Planalto, três programas de apoio aos pequenos produtores rurais, no total de R$ 23 milhões: incentivo ao uso de calcário nas lavouras; implantação de viveiros de mudas florestais; e incentivo à assessoria técnica aos produtores rurais. Os empréstimos serão concedidos com juros fixos de 8,75%, os mesmos do crédito rural. Esta taxa poderá ser ainda menor, como é o caso do programa de incentivo à correção da acidez do solo, com o uso de calcário. Este programa será instituído com o apoio das cooperativas. Cada produtor poderá obter até R$ 720 para analisar o solo, comprar e transportar o corretivo agrícola. A meta nesse programa é a de atingir um milhão de hectares, dando prioridade a produtores de municípios que desenvolvam ações de apoio à obtenção de corretivos agrícolas e que tenham projetos em microbacias hidrográficas e sob a supervisão de Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural. O programa de implantação de viveiros de mudas, cujo objetivo é ampliar a oferta de mudas de árvores florestais em todo o País, tem como meta produzir 100 milhões de mudas de qualidade. A intenção do governo é a de atender a demanda crescente de madeira no mercado interno e externo. Serão beneficiadas com os empréstimos cooperativas, associações de produtores, centros de pesquisa públicos ou privados, instituições de ensino superior e escolas técnicas, públicas e privadas, da área de Ciências Agrárias, escolas técnicas agrícolas, sindicatos rurais e federações de produtores. No programa de incentivo à assessoria técnica rural, o objetivo é estimular a implantação de núcleos técnicos de assessoria qualificada à agricultores. Este modelo pretende propiciar a criação de uma rede que ligue sistemas de pesquisa agropecuária e agroindustrial à profissionais de extensão rural e produtores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.