Governo deve conter preços com austeridade, diz economista

Para o economista Eustáquio Reis, do Ipea, os índices de inflação verificados nas últimas semanas poderiam ter sido menores se o Banco Central tivesse aumentado os juros em maio. Mas, agora, a saída que resta ao governo para conter a alta de preços é a austeridade. "Ou o governo aperta a política monetária e a política fiscal, ou então ele vai conviver com taxas de inflação maiores", pregou o economista, em entrevista ao Jornal da Globo, da Rede Globo. E acrescentou que esse "aperto" só poderá ser suavizado, caso a credibilidade do País se restaure num período bastante rápido, o que provocaria a queda do dólar.Já o economista Marcelo Allain prevê que a pressão sobre a taxa cambial deverá permanecer por algum tempo. Ele lembrou, porém, que o dólar já chegou a R$ 4,00, tendo fechado ontem a R$ 3,60. Como fator importante para que essa pressão se reduza nas próximas semanas, ele apontou a escolha de uma equipe econômica pelo futuro governo que seja bem aceita pelo mercado e que demonstre sua preocupação em conter a inflação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.