Governo deve dobrar programa Minha Casa, Minha Vida

A ideia é que o plano seja executado entre 2011 e 2014, no próximo governo

Alexandre Rodrigues, de O Estado de S. Paulo,

30 de setembro de 2010 | 12h35

A presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Ramos Coelho, disse que o governo deve lançar, ainda neste ano, o programa de habitação Minha Casa, Minha Vida 2, para a construção de 2 milhões de moradias. A ideia é que o plano seja executado entre 2011 e 2014, no próximo governo. O orçamento, disse Maria Fernanda, ainda está sendo discutido, mas provavelmente terá o dobro dos R$ 64 bilhões da primeira fase do projeto, que contempla a construção de 1 milhão de moradias.

Segundo Maria Fernanda, a Caixa Econômica já atingiu este ano R$ 53 bilhões em operações contratadas para a área imobiliária. No ano passado, esse montante foi de R$ 47 bilhões. Para ela, o financiamento da Caixa para o setor pode chegar a R$ 70 bilhões neste ano.

Maria Fernanda participou da assinatura de convênio com a Prefeitura do Rio para a liberação da primeira parcela de recursos do FGTS que serão aplicados no projeto de revitalização da zona portuária do Rio. Segundo a presidente, a capitalização do banco pelo Tesouro, com R$ 2,5 bilhões em ações da Petrobrás, é suficiente para a perspectiva de crescimento dos financiamentos do banco para setores como habitação e saneamento. Segundo ela, as ações foram trocadas por títulos públicos do Fundo Soberano do Brasil (FSB).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.