Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Governo do Rio promete pagar salários de dezembro na próxima segunda-feira

Estimado em R$ 1,6 bilhão, pagamento será feito pelo Estado com recursos da arrecadação tributária e empréstimo feito junto ao banco BNP Paribas

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

11 de janeiro de 2018 | 19h44

O governo do Estado do Rio de Janeiro informou nesta quinta-feira, 11, que vai quitar integralmente na próxima segunda-feira, 15, os salários de dezembro de todos os 460 mil servidores ativos, inativos e pensionistas. Se isso realmente ocorrer, o governo vai voltar a cumprir o calendário estipulado em março de 2016, mas desrespeitado já no mês seguinte.

Até dezembro de 2015, o pagamento era feito no segundo dia útil do mês seguinte. Devido à crise financeira do Estado, em janeiro de 2016 passou a ser feito no sétimo dia útil e, a partir de março daquele ano, no décimo - mas a regra logo deixou de ser cumprida.

++ Socorro ao Rio prevê que servidor terá de pagar até 20% do salário à Previdência

O pagamento - no total, de R$ 1,6 bilhão - será feito com recursos da arrecadação tributária e devido ao ingresso no caixa do Estado, nesta quinta-feira, de R$ 900 milhões provenientes da segunda parte do empréstimo de R$ 2,9 bilhões feito pelo BNP Paribas. A primeira parte, de R$ 2 bilhões, depositada em 20 de dezembro de 2017, foi integralmente usada para o pagamento do 13º salário de 2016 e dos salários de outubro do funcionalismo. Essa parcela de R$ 900 milhões poderia ser paga até 14 de fevereiro, mas foi antecipada.

++ Estado do Rio aprova Orçamento de 2018 com rombo de R$ 10 bilhões

++ Rio paga nesta quinta parte dos salários de novembro, mas ainda deve outubro

O governador Luiz Fernando Pezão (MDB) comemorou a anunciada quitação dos salários. "Estamos conseguindo regularizar o pagamento dos salários dos servidores após um grande esforço para adesão ao Regime de Recuperação Fiscal, que vai garantir o reequilíbrio das finanças do Estado. Antecipamos, como eu havia anunciado que faríamos, a segunda parcela do empréstimo do BNP Paribas. Mais uma vez peço desculpas aos servidores pelos transtornos provocados pela crise financeira que atingiu não apenas o Rio, mas todo o país. Iniciamos agora um período de retomada do crescimento, e a nossa prioridade continua sendo o pagamento dos vencimentos dos servidores ativos, inativos e pensionistas", afirmou.

++ Mais de 70 mil servidores do Rio só receberão salário de novembro em 2018

++ Rio reverte decisão da Justiça para quitar salários de servidores

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de Janeiro [cidade RJ]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.