Wilton Júnior/AE
Wilton Júnior/AE

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Governo do Rio rejeita proposta da Refinaria de Manguinhos

Estado vai prosseguir com os planos de construir moradias em terras hoje pertencentes à empresa 

Danielle Chaves e Daniela Amorim, da Agência Estado,

23 de outubro de 2012 | 10h07

RIO - O Estado do Rio de Janeiro rejeitou uma proposta da Refinaria de Petróleos de Manguinhos e pretende confiscar todas as terras pertencentes à refinaria como parte de um plano de revitalização para a área.

O governo estadual confirmou à agência Dow Jones que vai prosseguir com os planos de limpar a área e construir moradias dentro de um programa de renovação a ser implementado antes da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016. O governo também disse que não está negociando com a refinaria sobre os quase R$ 700 milhões (US$ 346 milhões) em pagamentos de impostos que o Estado diz que a refinaria deve.

Representantes de Manguinhos não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto. Ontem executivos da refinaria se reuniram com o secretário de desenvolvimento do Estado e apresentaram uma proposta para transferir cerca de 20% das terras da empresa para o governo. A proposta permitiria que a refinaria continuasse operando.

A ANP afirmou que está acompanhando o processo de desapropriação da refinaria. A agência fará uma reunião de diretoria amanhã para debater a questão, contou Allan Kardec, diretor da ANP. "A ANP está acompanhando todo esse processo. Já recebemos o decreto por parte do governador Sérgio Cabral. Nós teremos amanhã reunião de diretoria e vamos certamente discutir esse assunto", afirmou Kardec.

O governador do Rio argumenta que o combustível refinado em Manguinhos é de baixa qualidade. Mas a ANP diz que vinha monitorando a qualidade do combustível refinado no local. "Nós fizemos 49 fiscalizações no grupo Manguinhos só nos últimos 22 meses. Foram 2,2 (fiscalizações) por mês. Estamos certamente atentos e os números estão disponíveis para vocês", declarou Kardec, que não comentou os resultados das fiscalizações.As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Refinaria ManguinhosCopa do Mundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.