Governo do Rio vai incentivar o uso racional de energia

O governo do Rio de Janeiro vai criar um comitê de acompanhamento do setor energético. Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento, Júlio Bueno, a primeira iniciativa será a elaboração de um plano de incentivo ao uso mais racional de energia na região.Entre as medidas a serem propostas está o mapeamento da matriz energética, o incentivo aos projetos de geração de energia solar e ao uso de lâmpadas fluorescentes. O consultor David Zylbersztajn, que fará parte do comitê, lembra que na Europa não é mais permitido o uso de lâmpadas incandescentes.O secretário observa que todas as empresas do setor têm planos de racionalização do uso energético, mas que a população tem pouca informação. Uma das propostas do grupo é popularizar essas ações. O comitê nasce com o compromisso de se reunir quatro vezes ao ano e será formado por entidades do governo estadual, consultores e empresas do setor.A Petrobras foi convidada e, segundo Bueno, deve integrar a lista de participantes. O governo marcou para o próximo dia 25 um seminário sobre a questão energética no país para traçar melhor as ações que devem ser incentivadas pelo comitê. Ele deu como exemplo a importância de se fazer uma radiografia da região. Para o secretário, vai ficar claro que as regiões noroeste e norte do Estado estão crescendo e demandam mais energia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.